Você é um "adiador"?

02/12/2011 09:23

 

Você é o tipo de pessoa que age de forma pró-ativa? Tem iniciativa e conclui aquilo que começa? Ou você é do tipo que decide estudar, mas adia? Um dia decide visitar um importante cliente, mas adia? Você é mais um que vive pensando: “deixa pra depois”? Você conhece alguém que diz que vai começar a praticar exercícios físicos, mas vai adiando, adiando e adiando? Tomara que você tenha respondido SIM para as duas primeiras perguntas, caso contrário, você pode ser mais um “adiador”.

Vivemos em um mundo que parece girar cada vez mais rápido, onde tudo tem que ser feito “pra ontem”. Atualmente, a grande maioria dos profissionais ainda não sabe como usar corretamente o tempo, ou seja, o modelo mental utilizado sobre como organizar e gerenciar o tempo é o mesmo de muitos anos atrás. Isso acaba gerando uma percepção limitada para definir prioridades e agir com mais eficácia e menos ansiedade. Vamos adiando as prioridades, fazemos múltiplas tarefas ao mesmo tempo e, em muitos casos, “empurramos com a barriga”, abrindo mão da qualidade para poder cumprir prazos.

A procrastinação é uma das maiores inimigas do sucesso profissional nos dias de hoje. Procrastinar é o ato de adiar, delongar, demorar, ou, transferir para o outro dia. Adiar para depois aquilo que não é importante, tudo bem! O problema é quando não sabemos definir aquilo que realmente é importante. A procrastinação é vista como uma dificuldade em definir prioridades, é quando minimizamos o aspecto lógico e realista, colocando o aspecto emocional em primeiro lugar na tomada de decisão.

Existem pessoas que são tão competentes em adiar que conseguem convencer os outros a deixar para depois. Elas convencem que hoje não dá mais tempo, que não dá para ser feito e conseguem colocar outras pessoas em sintonia com a sua zona de conforto. Precisamos aprender a definir o que precisa ser feito em nosso dia a dia de acordo com a importância da tarefa e seus efeitos, e não fazer somente se o prazer for imediato.

 

Comece a refletir sobre suas atitudes e siga essas dicas para não ser mais um “adiador”:

 

 

  • Pare de reclamar da falta de tempo. Isso pode até ajudá-lo a ganhar atenção de alguém, mas não vai aumentar a quantidade de horas que terá no dia para fazer suas tarefas.

  • Conscientize-se que algumas atividades não são prazerosas no momento, mas são essenciais e servem de suporte para o que é importante. Então, não adie, abra mão do prazer momentâneo e faça o que tem que ser feito.

  • Muitas coisas importantes exigem dedicação, então, para não ficar adiando o que é importante, defina pequenas tarefas, com metas que mostram que você está no caminho certo da execução. Não se estresse, planeje suas ações e seja efetivo.

  • Saiba dizer não àquilo que não é importante. Não fique pensando que você deixará de ser uma boa pessoa só por dizer não a alguém. Seja firme consigo mesmo. Ao invés de ser predominantemente emocional nas horas de decisão sobre o uso do seu tempo, seja realista, não fique adiando o que é importante.

Portanto, pense sobre como você está lidando com o seu tempo. Não deixe para depois, tenha atitude e siga as dicas apresentadas neste artigo. O ditado popular já diz que “não devemos deixar para amanhã aquilo que podemos fazer hoje”.

Então, se agir como um “adiador”, saiba que poderá estar adiando o seu próprio sucesso.

 

Tópico: Você é um "adiador"?

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário