Braço quebrado altera o cérebro em 16 dias

31/01/2012 14:17

 Braço quebrado altera o cérebro em 16 diasQuando alguém quebra o braço e é obrigado a limitar o movimento desse braço com o uso de uma tipoia ou gesso, naturalmente passa a fazer suas tarefas diárias com apenas um braço. O desafio é ainda maior quando o braço imobilizado é aquele que se tem mais agilidade, como o braço direito para uma pessoa destra.

Um novo estudo verificou o que acontece no cérebro com essa mudança de hábito e descobriu que o mesmo se modifica rapidamente para se ajustar a essa nova realidade. Na verdade, os resultados demonstraram um aumento no tamanho das áreas do cérebro que controlavam o membro que estava sendo mais exigido para compensar o membro imobilizado, bem como uma redução nas áreas que controlavam o membro imobilizado. Uma demonstração clara de plasticidade cerebral.

Nesse estudo, publicado recentemente na revista Neurology, os pesquisadores examinaram 10 pessoas destras que haviam machucado o braço e que necessitavam de imobilização por pelo menos 14 dias. Todo o braço e a mão direita tiveram seus movimentos restringidos durante o período do estudo. Como consequência, os participantes usaram a mão esquerda para as atividades diárias de se lavar, escovar os dentes, comer ou até escrever, justamente a mão que não é dominante.

O grupo passou por duas sessões de ressonância magnética do cérebro, sendo a primeira dentro de dois dias após a lesão e a segunda ao final do período de imobilização, com uma média de 16 dias. Essas sessões mediram a quantidade de matéria cinza e branca no cérebro. Além disso, as habilidades motoras dos participantes, incluindo movimentos braço-mão e velocidade pulso-dedo, também foram testadas.

O estudo descobriu que a quantidade de matéria cinza e branca no lado esquerdo do cérebro diminuiu em até 10%, enquanto a quantidade no lado direito do cérebro aumentou. É importante lembrarmos que o lado esquerdo do nosso cérebro controla os membros direitos e vice-versa.

Os pesquisadores também verificaram que as habilidades motoras da mão esquerda melhoraram, o que está diretamente relacionado com o aumento no lado direito do cérebro. Esses resultados os levaram a concluir que essas mudanças estruturais no cérebro estão associadas com a transferência de habilidades da mão direita para a mão esquerda, porém o estudo não permitiu concluir se essas mudanças seriam permanentes.

Esses resultados são especialmente interessantes para quem trabalha com terapia de reabilitação em pessoas que tiveram derrame (AVC) ou situações parecidas. Uma técnica utilizada nesse tipo de terapia consiste em restringir o movimento do braço não afetado (o braço bom) para fortalecer o braço afetado e ajudar o cérebro a encontrar novos caminhos. Esse estudo demonstrou que podem haver efeitos positivos e também negativos neste tipo de técnica.

Essa capacidade do cérebro se ajustar aos estímulos que recebe é conhecida como plasticidade cerebral e determina que quanto mais se usa o cérebro em um tipo de atividade, melhor ele é capaz de realizá-la. É ela também a base para que ocorra o aprendizado, e a ciência têm demonstrado que a plasticidade está presente no cérebro em qualquer idade. Então, para desenvolver seu cérebro de maneira completa, é importante que ele seja usado em atividades variadas e desafiadoras, justamente o que o programa de treinamento cerebral do Cérebro Melhor procura oferecer aos seus assinantes, através dos seus jogos variados que estimulam as principais funções cognitivas.

 

Tópico: Braço quebrado altera o cérebro em 16 dias

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário